Parece que vivemos numa produção em massa de um constante e duradouro tempo de interrogação, considerando o confuso contexto político, que anda de mãos dadas com a incerta e duvidosa pandemia, que parece precisar de decretos apoiados por “lokdowns”, o que somatiza mais interrogações e dúvidas.

O que estamos precisando realmente são de afirmações concretas, que gerem condição mínima de certeza, pois não somos dado a conviver com a incerteza por períodos tão longos. Porém, enquanto a certeza, o “ponto final” e a “vida normal” não acontecem, precisamos descobrir como manter nossa identidade e estrutura de alma intactas e sob controle, para que não percamos nossa condição de seres humanos saudáveis.

Deus aguardou Josué e o povo hebreu chorarem a morte de Moisés. Certamente, pelo abatimento daquela situação, eles poderiam ser presas fáceis para qualquer inimigo. Deus sabia da jornada que teriam que enfrentar. Se continuassem enlutados, logo perderiam de vista a promessa que o próprio Deus havia feito aos seus antepassados: a Terra Prometida.  Logo, o Senhor tratou de definir duas coisas:

Há tempo para todas as coisas 

“Meu servo Moisés está morto.  Agora, pois, você e todo este povo preparem-se para atravessar o rio Jordão e entrar na terra que eu estou para dar aos israelitas.” (Josué 1:2) 

Quando nossas expectativas entram em rota de colisão, nossa tendência é esmorecer e abandonar tudo no meio da travessia. Precisamos compreender que toda parada precisa ser apenas uma pausa para tomar fôlego, nos preparar e seguir pela rota que o Senhor já preparou pra nós. Ou será que aquele que iniciou a boa obra não há de completá-la?  Como disse o apóstolo Paulo: “Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus.” (Filipenses 1:6)

Há um “lugar” onde podemos estar seguros

“Assim como estive com Moisés, estarei com você; nunca o deixarei, nunca o abandonarei.” (Josué 1:5) 

É impressionante como Deus nos garante segurança nEle quando mais precisamos.

Josué teria que enfrentar muitos desafios até conquistar o que o Senhor havia prometido. Se Deus não lhe desse garantias, talvez nunca tivesse saído do lugar onde estava.

O Senhor é assim! Quando nos vê na possibilidade de prostração e procrastinação, vem logo ao nosso encontro, nos empurrando e nos comprometendo, sob a garantia de que estará conosco.

Jesus fez o mesmo com seus discípulos, que estavam sem rumo certo, pois seu Mestre já não se encontrava mais fisicamente.  De repente, Jesus aparece diante deles, como quem dissesse: Vamos! Preparem-se! Tá na hora…

“Quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.  Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra.  Portanto, VÃO E FAÇAM DISCIPULOS de todas as nações, batizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.” (Mateus 28:16-19) 

Ajude a Evangelizar o Mundo!


983
FONTE: Conexão Politica por Alex César


PRINCIPAIS NOTÍCIAS


1 ano

Iván Duque virá ao Brasil

Conexão Politica
2 anos

O que é a CPI Lava Toga?

Renova Mídia
2 anos

O que é Spoiler?

Renova Mídia
2 anos

O que é Bitcoin?

Renova Mídia

FULNATION - A Verdade é o nosso compromisso! ©