Lembra daquela experiência de criança, quando nos pediam para fechar nossos os olhos e sair andando? Bastava poucos passos pra logo termos a sensação de estarmos caminhando em voltas, indo na direção errada e com leve sentimento de insegurança. Qual é a moral da história? Olhos fechados sempre encontrarão a escuridão. Mas, assim como não nascemos pra andar com os olhos fechados, também não existimos para viver na escuridão.

Trevas é um termo utilizado para significar total escuridão, além de nos remeter a falta de direção e orientação. Imagine se algo poderia funcionar bem em total escuridão. Pessoa ou grupo de pessoas que andam em trevas não conseguem promover mudança ou transformação no ambiente onde estão. Em Isaías 9:1,2, podemos perceber bem esse contexto: “Não haverá mais escuridão para os que estavam aflitos… O povo que caminhava em treva viu grande luz”.

Em trevas não há a possibilidade de enxergar naturalmente. Não dá para perceber e visualizar o que se passa ao redor, e até mesmo dentro de nós. As trevas mais profundas são aquelas que ativam o modo escuridão em nosso interior, em que se perde a total noção de discernir a capacidade de reagir. Por momentos de trevas, todos nós já passamos. Quando perdemos a cabeça, falamos ou agimos como não deveria.  As trevas são identificadas por aquele momento em que abrimos os olhos e dizemos “meu Deus, como eu pude fazer isso?”. A bíblia nos mostra com clareza um personagem que se permitiu entrar em estado de trevas, simplesmente, porque seu orgulho foi maior que sua capacidade de se humilhar. Caim, filho de Adão e Eva, foi capaz de assassinar seu próprio irmão, Abel, quando tudo estava em trevas dentro dele.  E o Senhor Deus lhe havia dito:

“Por que você está furioso? Por que se transtornou o seu rosto? Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo.” (Genesis 4:6-7) 

Sozinhos temos muita dificuldade em lançar luz sobre nossos momentos de trevas, pois quando estamos isolados e sem Deus no coração, somos alvos constante daquele que promove as trevas no mundo: o diabo. O apóstolo Paulo foi certeiro quando disse aos Efésios: “Eles estão com o entendimento mergulhado nas trevas e separados da vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, devido ao embrutecimento do seu coração.” (Efésios 4:18). Por outro lado, é certo que em Jesus Cristo não andaremos mais em trevas. Ele nos garante vitória sobre nossos desesperos e trevas que insistem em habitar em nosso interior: “Falando novamente ao povo, Jesus disse: ‘Eu sou a Luz do mundo.  Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida.” (João 8:12)

Ir mais profundo, andando com Ele, misturando nossa vida com a dEle, conseguimos em cada passo diário ver sua luz iluminando as áreas profundas do nosso ser. Assim, prosseguiremos na direção da maior de todas as experiências com Jesus Cristo: o resgate das trevas.

Ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o reino do seu Filho amado, em quem temos a plena redenção por meio do seu sangue, isto é, o perdão de todos os pecados.” (Colossenses 1:13-14) 

Ajude a evangelizar o mundo!


955
FONTE: Conexão Politica por Alex César


PRINCIPAIS NOTÍCIAS


28 dias

Deixem vir as crianças!

Conexão Politica
1 mês

O direito ao feminino

Conexão Politica
2 meses

É chegado o Natal!

Conexão Politica
3 meses

ARTIGO | #PrayForTheWorld

Conexão Politica
7 meses

Uma triste carta da Coreia do Norte

Conexão Politica
11 meses

O preconceito contra Mike Pence

Conexão Politica
1 ano

Putin e Israel

Conexão Politica
1 ano

COLUNA: Praias Sujas

Renova Mídia
1 ano

Dizer adeus à nova vida

Conexão Politica
1 ano

Nigéria — O choro no escuro

Conexão Politica
2 anos

Eleições 2018

Conexão Politica

FULNATION - A Verdade é o nosso compromisso! ©